• Equipe Amplus

COVID-19: Conheça os grupos mais vulneráveis ao coronavírus e as ações de prevenção



Coronavírus é o nome dado a uma família de vírus que tem sua estrutura em formato de coroa. Esses vírus causam infecções e demais complicações respiratórias, por isso é preciso estar alerta.

O novo coronavírus recebeu o nome de Covid-19 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que já confirmou uma pandemia por conta do vírus.

Além disso, a OMS pede atenção e cuidado aos grupos mais vulneráveis à doença, que é transmitida por vias respiratórias, pelo ar, por contato físico e por contato de superfícies contaminadas.


Conheça agora os grupos mais vulneráveis ao coronavírus e os métodos de prevenção para cada caso:


1 - Pessoas idosas

Os idosos costumam ser mais suscetíveis à diversas enfermidades, principalmente contagiosas. Além disso, pessoas com idades mais avançadas já são o maior índice de letalidade pelo novo coronavírus.

Isso ocorre porque o sistema imunológico dos idosos costuma ser mais frágil e com menos anticorpos, o que consequentemente torna os pulmões vulneráveis a doenças virais.

Outro fator que torna o idoso um alvo de risco é que ele vai com mais frequência a hospitais, ficando mais exposto ao contágio de doenças.


Como se prevenir:

Controlar possíveis doenças crônicas, casos de diabetes e demais enfermidades;Manter as vacinas atualizadas;Praticar atividades físicas para fortalecer o organismo;Reduzir as idas a hospitais (quando possível) para evitar contágio;Seguir as recomendações da OMS e lavar bem as mãos, evitar aglomerações e evitar tocar nos lábios, nariz e olhos.


2 - Pessoas que possuem doenças respiratórias crônicas, como bronquite ou asma

Como ela atinge o sistema respiratório, pessoas desse grupo podem ter complicações, pois o fato de já terem atividades pulmonares enfraquecidas e imunidade comprometida faz com que o vírus se manifeste de maneira mais grave no organismo.


Como se prevenir:

Seguir toda a prescrição médica indicada para controlar as condições respiratórias;Se proteger ao máximo de infecções, seguindo as recomendações da OMS (lavar as mãos, evitar tocar o rosto e evitar aglomerações);Manter as vacinas contra a gripe influenza em dia.


3 - Pessoas com diabetes

Diabéticos estão entre os grupos mais vulneráveis ao Covid-19 por conta do excesso de glicose no sangue - que dificulta o combate a doenças - e pela tendência a inflamações, que impede a resposta adequada do sistema imunológico às infecções por vírus e bactérias.


Como se prevenir:

Controlar o índice de açúcar no sangue;Manter uma dieta balanceada junto às atividades físicas constantes;Manter as vacinas em dia;Seguir as recomendações da OMS para evitar infecções, pois podem ser mais intensas para os diabéticos.


4 - Pessoas com pressão alta

Segundo a OMS e o Ministério da Saúde, os hipertensos também são mais suscetíveis às complicações que a doença causada pelo novo coronavírus traz.

No caso dessas pessoas, o vírus pode até afetar o músculo cardíaco e causar miocardite, que é a inflamação do miocárdio.

Além disso, ele anula a ação dos medicamentos para controle da pressão arterial e pode causar acúmulo de líquido no pulmão. Portanto, com sintomas tão graves, a prevenção é fundamental.


Como se prevenir:

Controlar os níveis da pressão arterial conforme indicação médica;Estar com as vacinas em dia;Manter hábitos de vida saudáveis;Procurar ajuda médica ao perceber o aparecimento de qualquer sintoma;Seguir as recomendações da OMS e lavar bem as mãos, evitar aglomerações e evitar tocar o rosto.


5 - Pessoas com doenças renais crônicas

Como as pessoas com Doenças Renais Crônicas (DRC) têm imunidade mais baixa, os sintomas do novo coronavírus pode ser mais graves nesses pacientes.

Segundo o Ministério da Saúde, as doenças renais crônicas podem afetar tanto a estrutura, quanto a função renal.

Levando em consideração que os rins são os órgãos responsáveis pela limpeza do sangue, a limpeza de impurezas do organismo desses pacientes é mais deficiente.

As pessoas com DRC também são vulneráveis à doença pela imunidade baixa e pela pouca produção de hormônios renais, como a eritropoetina, que contribui na formação de glóbulos vermelhos.


Como se prevenir:

Reduzir as idas a hospitais, pois as infecções virais se complicam com infecções bacterianas ou hospitalares;Controlar a atividade renal;Manter as vacinas em dia;Seguir as recomendações da OMS para evitar qualquer infecção;Não interromper o tratamento e a diálise em caso de suspeita da Covid-19.


Recomendações da OMS para prevenção do novo coronavírus

1. Lavar as mãos até a metade do pulso com água e sabão por pelo menos 20 segundos; 2.  Limpar as mãos com álcool gel 70% sempre tocar em alguma superfície ou objeto que outras pessoas podem ter tocado; 3.  Levar o rosto até a parte interna do braço ao tossir e espirrar; 4.  Evitar multidões e lugares fechados, ou então manter, no mínimo, um metro de distância das pessoas espirrando ou tossindo em locais públicos; 5.  Evitar tocar os lábios, nariz e olhos sem ter higienizado as mãos; 6.  Evitar o contato físico com pessoas, como apertos de mãos, abraços e beijos nos rostos; 7.  Utilizar lenços descartáveis ao espirrar ou ao ter o nariz escorrendo;

8.  Evitar sair de casa ao apresentar algum sintoma.


Se você apresentar sintomas suspeitos, procure um médico e se certifique de que não está contaminado. Quanto mais precoce o diagnóstico, mais rápida a cura e menores as chances de contágio ao demais.


A informação é a melhor forma de prevenção. Mantenha a calma, respeite os grupos vulneráveis e preserve a sua saúde e das pessoas próximas.

Em caso de dúvidas nos colocamos à disposição.


ENTRE EM CONTATO →

22 visualizações

©  2016 Amplus Saúde . Todos os direitos reservados . Criado por yoh Ideias

  • White Facebook Icon