• Equipe Amplus

Trabalho noturno: dicas para minimizar os efeitos na sua saúde


Você realiza trabalho noturno ou possui turnos no seu expediente em que precisa trabalhar durante a noite? Sabia que além dos impactos no sono, existem diversas outras consequências negativas na sua saúde causadas por essa rotina?


O ato de trocar o dia pela noite e vice-versa interfere diretamente no seu relógio biológico. Como o corpo não está preparado e nem acostumado a lidar com essa mudança, ele tende a reagir de maneira negativa e até estressante.


Segundo especialistas, os principais efeitos que o trabalho noturno causa no nosso organismo, a longo prazo, são:

  • aumento da pressão arterial;

  • estresse, ansiedade, cansaço físico e mental;

  • desenvolvimento de doenças cardiovasculares;

  • desenvolvimento de distúrbios metabólicos, como diabetes;

  • enfraquecimento do sistema imunológico.


Isso tudo ocorre porque, durante o nosso sono noturno, o corpo produz a melatonina, responsável por reparar nossas células e nos ajuda a descansar. É durante o sono, também, que os hormônios são sintetizados, o metabolismo regulado e a mente, relaxada.


Mas então, o que fazer para reduzir esses impactos?


Siga a leitura e conheça 4 dicas de saúde para que você tenha uma maior qualidade de vida enquanto realiza o trabalho noturno.


1. Adapte seu ambiente de descanso

Tendo em vista que todo o seu ritmo de vida é afetado pelo trabalho noturno, você precisa adaptar sua rotina para que não haja uma sobrecarga física e emocional. Isso inclui, principalmente, adequar seu ambiente de descanso, transformando-o em um espaço com clima noturno.


Procure deixar o seu quarto o mais escuro (com cortinas e blackouts) e silencioso possível, para evitar interferências diurnas. Antes de se deitar, tome um banho relaxante e procure ingerir uma refeição leve, para não ter desconfortos durante o sono.


2. Dê mais atenção à sua alimentação

A premissa para uma alimentação saudável, segundo especialistas, é fazer refeições a cada três horas, que sejam leves e ricas em nutrientes. Mesmo que durante a noite você se sinta tentado a comer alimentos gordurosos, não deixe de lado o consumo de frutas, verduras, legumes e, principalmente, de água. A água é fundamental para manter o metabolismo ativo, saudável e repleto de energia.


Dito isso, priorize bebidas naturais, como águas e sucos, no lugar de energéticos e demais produtos com cafeína. Essas bebidas estimulantes levam um tempo para serem eliminadas do organismo e podem dificultar o seu descanso na hora de dormir.


3. Durma sempre no mesmo horário

Mesmo que seu corpo ainda esteja em um ritmo acelerado ou que você ainda esteja se sentindo disposto, procure deitar e relaxar. Ao estabelecer uma rotina de descanso, você vai conseguir dormir sempre no mesmo horário, assim como era o sono noturno.


Faça isso mesmo nos dias de folga, para não impactar drasticamente o seu relógio biológico. E lembre-se: uma noite (e dia) bem dormido deve ter, em média, 8 horas de sono.


4. Procure acompanhamento médico

Assim como os funcionários que trabalham durante o dia, a equipe de trabalho noturno também precisa de auxílio de especialistas. Afinal, é direito de todo trabalhador ter um tempo livre para realizar exames que avaliem sua saúde.


Verifique com o RH da empresa onde você trabalha quando será o seu próximo check-up ocupacional. Esse acompanhamento é indispensável para verificar como os turnos estão afetando o seu corpo e quais as medidas a serem tomadas para seguir de maneira saudável.


Não se esqueça: dormir é fundamental para uma vida com mais saúde e bem-estar!


Aproveite seu tempo de leitura para se aprofundar em mais um de nossos materiais. Clique aqui para conferir o conteúdo do artigo “Acidentes de trabalho: conheça as principais causas e saiba como evitá-las”.


Gostou das dicas? Deixe nos comentários quais estratégias você utiliza para reduzir os impactos do trabalho noturno na sua rotina.

68 visualizações0 comentário