• Equipe Amplus

Indicadores de saúde e segurança do trabalho: você acompanha na sua empresa?



Os indicadores de saúde e segurança do trabalho são dados ocupacionais que apontam como anda o desempenho do sistema de saúde de uma empresa. São métricas relacionadas a acidentes, doenças ocupacionais, riscos ambientais, problemas ergonômicos, entre outras informações.


A partir desses indicadores, é possível que você entenda as condições de segurança e tome decisões para aumentar os níveis de qualidade do negócio. Além disso, com eles, há mais precisão na implementação de programas de prevenção e de práticas de saúde ocupacional.


Será que você utiliza esses indicadores no seu ambiente de trabalho? Siga a leitura para descobrir quais dados são essenciais para você acompanhar as métricas de saúde e segurança na sua empresa.


1. Índice de absenteísmo

O índice de absenteísmo representa o número de faltas e atrasos dos funcionários da empresa. Quando essa taxa é muito alta, significa que algo na gestão anda mal e está impactando a saúde dos colaboradores.


Alguns dos fatores que podem ocasionar o absenteísmo são o volume de trabalho excessivo ou a má ergonomia no trabalho, causando estresse, ansiedade, síndrome de burnout, entre outras doenças.


A média geral de absenteísmo considerada aceitável é de 3% a 4% por mês. Acompanhar esses valores faz toda a diferença no engajamento e produtividade da equipe.


2. Número de acidentes de trabalho relatados

A taxa de acidentes no trabalho é um dos indicadores de segurança mais utilizados nas empresas. E não é à toa! Afinal, quanto menor for o número total de acidentes de trabalho, melhor está a gestão de segurança do negócio.


O período de análise pode ser mensal, trimestral, semestral ou anual. Independente do período que você escolher, é importante acompanhar os acidentes e ferimentos para verificar a frequência das ocorrências e também as causas.


Acompanhar esse indicador te permite entender os problemas de segurança e adotar ações para solucioná-los.


3. Nexo Técnico Epidemiológico (NTEP)

Enquanto o item acima fala apenas dos acidentes trabalhistas, o NTEP é um indicador que tem o objetivo de identificar quais doenças e acidentes estão relacionados às atividades ocupacionais.


Quando um trabalhador desenvolve um determinado problema causado inteiramente pela função que executa, além de ser considerada uma doença ocupacional, também considera-se como acidente de trabalho.


Nesse sentido, o indicador serve para demonstrar se há nexo entre o surgimento da doença e a atividade do trabalhador. Ou seja: além de demonstrar a relação de causa e efeito, o NTEP permite que a empresa trabalhe para combater as enfermidades ocupacionais e, assim, evitar indenizações trabalhistas.

4. Indicadores de manutenção de equipamentos

Quantas vezes por ano a sua empresa lida com a manutenção de equipamentos por conta de avarias? Por mais que não pareça, entender a quantidade de consertos e manutenções que você faz nos maquinários é muito importante.


Pense bem: equipamentos danificados ou em mau funcionamento podem colocar em risco a segurança dos colaboradores. E, se você não fizer a manutenção adequada deles, não estará proporcionando um ambiente de trabalho mais seguro aos profissionais.


Percebeu como é importante acompanhar as mais diversas métricas e ocorrências no ambiente de trabalho?


Os indicadores de saúde e segurança ocupacional são indispensáveis para o bem-estar e qualidade de vida da sua equipe. Por isso, acompanhe os índices constantemente, identifique problemas, possíveis riscos, e trabalhe na prevenção!


E aí, a sua empresa já segue algum desses indicadores de saúde ocupacional? Conte para nós a sua experiência!



Fonte: Blog Safe SST


5 visualizações0 comentário