• Equipe Amplus

Riscos que a jornada de trabalho excessiva traz para a saúde



Nos últimos meses, muitas notícias e debates têm surgido acerca da redução da jornada de trabalho nas empresas. Enquanto algumas organizações optam pela redução da carga horária diária, outras optam por trabalhar apenas quatro dias por semana.

Essa tendência já percorre o mundo todo e, aos poucos, está chamando a atenção das empresas brasileiras.

Mas por que isso tem acontecido?

Primeiramente, porque estudos já apontam que a jornada de trabalho excessiva não traz benefícios nem para o funcionário, nem para a empresa. Aliás, o resultado é justamente o contrário: com a exaustão do trabalhador, as consequências para o negócio podem ser bem negativas.

É exatamente sobre isso que falaremos neste artigo. Acompanhe para entender os riscos e consequências da jornada de trabalho excessiva.

Primeiramente, o que a lei diz sobre a jornada de trabalho?

Segundo a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), norma que regulamenta as relações de trabalho, uma jornada de trabalho deve ser de, no máximo, 44 horas semanais, ou então 8 horas por dia.

A CLT ainda prevê a possibilidade do trabalhador realizar horas extras. No entanto, essa jornada adicional não pode ultrapassar duas horas diárias. Isso significa que, caso necessário, o colaborador pode trabalhar 10 horas por dia.

Apesar da possibilidade de estender a carga de trabalho, nem sempre isso traz benefícios para a produtividade da empresa. A jornada de trabalho excessiva, na maioria das vezes, pode acarretar prejuízos tanto para o empregador como para os colaboradores.

Quais são os riscos da jornada de trabalho excessiva?

As longas jornadas de trabalho podem trazer riscos para a empresa e para seus funcionários. Primeiramente, vamos falar sobre os riscos para o ativo mais importante de um negócio: os colaboradores.

Veja abaixo as consequências da sobrecarga de trabalho.

Queda na produtividade

Trabalhar por longos períodos sem descanso reduz o desempenho de uma pessoa, principalmente em relação à concentração e às habilidades cognitivas. Com isso, há grandes chances do trabalho ser finalizado com falhas, sem revisões ou até mesmo com uma qualidade inferior à que teria sido alcançada sem horas extras.

Portanto, o recomendado é sempre proporcionar um ambiente confortável e construtivo, para que o time produza com qualidade em menos tempo.

Redução na qualidade de vida

Quem passa muito tempo no trabalho acaba abrindo mão do tempo livre para a vida social. Isso significa que o trabalhador tem menos tempo para passar com a família, os amigos e para atividades de lazer.

O resultado disso é uma redução na qualidade de vida, que pode até gerar problemas físicos e psicológicos de saúde.

Risco de burnout

Pelo excesso de tempo trabalhando, um emprego tem menos tempo para relaxar, cuidar do corpo e, em alguns casos, até para dormir. A sobrecarga de cobrança causa estresse, fadiga e aumenta gradativamente o risco de desenvolver a síndrome de burnout, que inclusive é classificada como uma doença do trabalho.

Para saber mais sobre essa síndrome e as consequências dela na saúde do profissional, clique aqui.

Além dos problemas para os colaboradores, a jornada de trabalho excessiva também afeta a empresa, pois a queda da produtividade e o pagamento das horas extras impactam negativamente os resultados financeiros.

Vale lembrar que, se a empresa não respeitar o limite de horas extras previsto em lei, ela corre o risco de pagar altas multas e de sofrer sanções legais.

Como evitar esses riscos?

Saiba encontrar um equilíbrio entre a necessidade de produção e os limites da sua equipe. Assim como a sua empresa tem suas demandas, os colaboradores também possuem, e você como empregador deve atender aos dois lados.

Existem várias estratégias que podem garantir a produtividade que você espera, como a automatização do trabalho, os programas de alcance de metas e, é claro, a adaptação do ambiente de trabalho para garantir o bem-estar da equipe.

É por isso que muitas empresas de todo o mundo conseguem reduzir a jornada de trabalho: elas entendem que o bem-estar físico e mental produzem ótimos resultados!

Para se aprofundar mais no assunto da saúde mental e produtividade, leia o nosso artigo: Qual a relação entre a segurança do trabalho e a saúde mental?

Agora, se você já entendeu tudo sobre o assunto e quer investir na qualidade de vida do seu time, conte com a Amplus Saúde. Entre em contato conosco e conheça todas as soluções que temos a oferecer.

8 visualizações0 comentário