• Equipe Amplus

Saúde masculina: veja quais são as doenças que mais afetam os homens

Atualizado: há 6 dias



O Novembro Azul é uma campanha que tem o objetivo de conscientizar a população masculina sobre a importância da prevenção de doenças que afetam os homens, em especial o câncer de próstata.


Esse mês é de grande importância, tendo em vista que os homens ainda são muito negligentes com a própria saúde.


Os motivos disso? Medo do desconhecido, preconceito com os exames, vergonha de falar sobre o assunto e falta de atenção aos sinais.


Para deixarmos esse tabu de lado, preparamos esse artigo especial voltado especialmente para os homens. Aqui, vamos falar sobre as doenças que mais afetam a saúde masculina. Confira!

Câncer de Pele

Segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de pele é a neoplasia que mais atinge a população brasileira. Tanto nos homens quanto nas mulheres, esse é o câncer mais comum.

A maioria dos casos se desenvolve pela exposição aos raios solares. Tendo em vista que os homens praticam poucos cuidados com a pele, também são eles os que menos usam o filtro solar, o que aumenta o risco da doença.

Por isso, para fortalecer a prevenção, é imprescindível o uso de protetor solar com fator de proteção 30, no mínimo. Além disso, a doença pode ser prevenida ao evitar exposição ao sol das 10h às 16h, quando os raios são mais intensos.

Câncer de Próstata

Depois do câncer de pele, este é o segundo tipo de câncer que mais atinge a população masculina. Ele é mais comum a partir dos 40 anos, e o índice de mortalidade aumenta a partir dos 50.

Além da idade, os fatores hereditários também são determinantes para o surgimento da doença, já que ter pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos aumenta o risco.

Mas a genética não deve ser o único alerta para a doença. A obesidade, o sedentarismo e a má alimentação também facilitam seu surgimento. Por isso, a importância de levantar a bandeira da prevenção e da mudança de hábitos.

ATENÇÃO: Mesmo com todos os fatores de prevenção, o câncer de próstata é inevitável. Portanto, é muito importante que os exames de PSA e de toque retal sejam realizados por todos os homens com mais de 40 anos, possibilitando o diagnóstico precoce.

Câncer de Pulmão

Essa doença atinge quase duas vezes mais homens do que mulheres. Em cerca de 85% dos casos diagnosticados, o câncer de pulmão está associado ao consumo de derivados de tabaco.

Tanto o tabagismo quanto a exposição passiva ao tabaco são fatores de risco para o desenvolvimento dessa neoplasia. Então, mesmo que você não fume, é preciso ficar atento aos sinais.

Tosse constante, escarro com sangue, dor no peito, rouquidão, falta de ar, cansaço e fraqueza são alguns dos principais sintomas. No entanto, vale lembrar que os sintomas geralmente não ocorrem até que o câncer esteja avançado.

Câncer de Testículo

Esse tipo de câncer representa apenas 5% do total de casos de câncer entre os homens. No entanto, ele preocupa pelo fato de ser mais comum em homens em idade produtiva, dos 15 aos 50 anos.

Assim como o câncer de próstata, ele é facilmente curado quando diagnosticado na fase inicial.

O principal sinal do surgimento da doença é a identificação de um nódulo duro, geralmente indolor, do tamanho de uma ervilha. Outros sinais de alerta são o aumento ou diminuição no tamanho dos testículos, endurecimentos, dor imprecisa na parte baixa do abdômen e sangue na urina.

Por isso, os homens devem realizar todo mês o autoexame dos testículos, além de fazer consultas periódicas com um urologista.

Doenças Cardiovasculares

As doenças cardiovasculares são as principais causadoras de morte no Brasil. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 400 mil pessoas morrem por ano em decorrência dessas enfermidades, o que corresponde a 30% de todas as mortes no país.

Os principais problemas cardíacos que levam à morte são o infarto do miocárdio, a insuficiência cardíaca e o acidente vascular cerebral (AVC). Problemas esses que, novamente, afetam mais homens do que mulheres.

A prevenção inclui hábitos de vida saudáveis, como ter uma alimentação balanceada, praticar atividades físicas e não fumar. É importante ficar atento aos fatores prejudiciais, como sedentarismo, obesidade e pressão alta.

Doenças Hepáticas

Infelizmente, as doenças hepáticas também são mais comuns nos homens. As mais comuns são as hepatites, a cirrose e o câncer de fígado.

Esse tipo de doença, que afeta o fígado, pode se desenvolver devido a fatores genéticos, contaminação por vírus ou consumo excessivo de álcool e alimentos gordurosos. Obesidade e idade avançada também aumentam a chance de diagnóstico de doença hepática.

Concluindo...

Como você percebeu com essa lista, a maioria das doenças que afetam a saúde masculina têm relação direta com hábitos de vida pouco saudáveis. Isso significa que a má alimentação, o excesso de ingestão de álcool e o tabagismo prejudicam excessivamente a saúde do homem.

Mas, juntamente a isso, vem outro ponto de atenção: a falta de realização de exames preventivos.

Todas essas doenças podem ser controladas se houver um constante acompanhamento médico. O recomendado é que você visite um especialista uma vez a cada 6 meses, para realização de check-up.

E aí, gostou do conteúdo? Se você quer conferir mais informações sobre saúde e bem-estar, não deixe de acompanhar o nosso blog.



4 visualizações0 comentário